Warning: ob_start(): non-static method wpGoogleAnalytics::get_links() should not be called statically in /home/ericnsantos/manualdastartup.com.br/blog/wp-content/plugins/wp-google-analytics/wp-google-analytics.php on line 259

Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/ericnsantos/manualdastartup.com.br/blog/wp-content/plugins/wp-google-analytics/wp-google-analytics.php:259) in /home/ericnsantos/manualdastartup.com.br/blog/wp-includes/feed-rss2.php on line 8
Manual da Startup » startup lessons learned conference http://www.manualdastartup.com.br/blog Práticas sobre Lean Startups, Customer Development e empreendedorismo em geral Thu, 12 Apr 2012 16:08:11 +0000 en hourly 1 http://wordpress.org/?v=3.3.1 Os mitos das Lean Startups – abertura da SLLConf http://www.manualdastartup.com.br/blog/notas-da-startup-lessons-learned-conference-abertura/ http://www.manualdastartup.com.br/blog/notas-da-startup-lessons-learned-conference-abertura/#comments Mon, 26 Apr 2010 19:50:41 +0000 Eric Santos http://www.manualdastartup.com.br/blog/?p=285

Nesta última sexta-feira, aconteceu em San Francisco a Startup Lessons Learned Conference, primeiro grande encontro dedicado a discutir os conceitos e técnicas das Lean Startups, tais como Customer Development, Minimum Viable Product (MVP), Pivôs, Métricas, Continuous Deployment, entre outros. O evento teve um conteúdo excelente, composto por palestras, estudos de casos e painéis diversos. Steve Blank batizou a conferência de Woodstock para empreendedores, e até veículos tradicionais como o New York Times mostraram como a natureza da criação e desenvolvimento de Startups está mudando bruscamente com a ajuda deste movimento. Aqui no Brasil, muita gente assistiu o evento presencialmente nos simulcasts em Floripa ou BH, ou até diretamente via streaming Web que o pessoal da organização resolveu abrir para todos no último momento devido à forte demanda.

Para aproveitar um pouco melhor a riqueza das apresentações da conferência, vou fazer aqui no blog uma sequência de posts com o resumo, observações e indicações de recursos complementares sobre os diferentes assuntos discutidos.

Começando a série, deixo abaixo os highlights e vídeo da mensagem de abertura pelo Eric Ries, organizador do evento e um dos principais ícones do movimento das Lean Startups.

Notas:

- Eric Ries ressaltou que a conferência se insere em um contexto onde a forma de se pensar o empreendedorismo tecnológico está mudando mundialmente, mas que ainda estamos nos primeiros passos deste grande processo.

- Startups são iniciativas designadas a entregar novos produtos ou serviços sob condições de extrema incerteza. As técnicas de gestão tradicionais (estilo MBAs) não são adequadas para lidar com essas condições, e por isso fracassam quando aplicadas ao contexto empreendedor.

- O significado do termo Lean da Lean Startup remete a um dos princípios fundamentais da revolução do Lean Manufacturing, que define que dentro da empresa é preciso separar quais são as atividades geradoras de valor para o cliente de todas as outras atividades que seriam desperdício. Em uma Startup, é ainda mais difícil do que na indústria identificar quais atividades são de fato geradoras de valor, já que tanto o Problema (necessidade do cliente) quanto a Solução (produto) são desconhecidos. Por isso o progresso em uma Startup deve ser definido por Aprendizado Validado sobre os Clientes.

- O ciclo de Feedback de uma Startup é composto pelos passos Build->Measure->Learn. Quanto menor o tempo gasto neste ciclo, maior o aprendizado e consequentemente, maiores as chances de sucesso do empreendimento.

Loop de Aprendizado da Startup

Loop de Aprendizado da Startup

- O crescimento do movimento de Lean Startups tem gerado algumas críticas baseadas em má-interpretações dos conceitos por algumas pessoas. Ele entende que se formaram quatro mitos sobre as Lean Startups:

Mito #1 – Lean significa barato.
Mito #2- Os conceitos de Lean Startups servem apenas para empresas Web 2.0.
Mito #3- Lean Startups são pequenas empresas financiadas com capital próprio (bootstrapped).
Mito #4- Em uma Lean Startup, a Visão do empreendedor é substituída por Dados e feedback do cliente.

Especialmente sobre este último, o objetivo da Lean Startup é justamente validar os elementos da Visão que são verdadeiros, e eliminar aqueles que não são. Quando se fala “Fail Fast”, isso não se refere às empresas, mas sim às ideias ruins dentro de uma Startup.

Por fim, Eric Ries falou sobre a rápida evolução do movimento neste último ano, algo que também comentei no post pré-conferência.

Seguem abaixo o vídeo e os slides da apresentação:

]]>
http://www.manualdastartup.com.br/blog/notas-da-startup-lessons-learned-conference-abertura/feed/ 6