Como saber se um conselho é adequado para a sua Startup

Recentemente escutei o Andrew Warner do Mixergy – que já fez mais 300 entrevistas com empreendedores bem sucedidos por lá – dizer que a coisa que mais chamou a atenção dele nesse tempo todo foi descobrir que não existe um padrão claro para o sucesso. Pessoas diferentes com negócios diferentes podem ter práticas radicalmente diferentes umas das outras e ainda assim serem bem sucedidas. Isso sem contar que a própria definição de sucesso também é extremamente relativa.

Por isso é tão difícil interpretar e filtrar toda a quantidade de informação e conselhos – muitas vezes contraditórios – que recebemos todos os dias via Twitter, RSS, livros, podcasts, etc.

Fiz toda essa introdução para adiantar o assunto desta ótima apresentação do Jason Cohen na Business of Software Conference que compartilho abaixo.

No vídeo ele conta três boas histórias que ilustram passagens na sua carreira onde ele falhou tentando aplicar os conselhos “convencionais” para alguns problemas específicos, e foi só depois de seguir o seu feeling e ir ao contrário deste conselhos que ele conseguiu virar o jogo.

Deixo o vídeo a seguir, e logo abaixo algumas citações que achei relevante.

– Você define as regras;

– Todo conselho vem com um contexto;

– Nunca diga: “Eu não consigo ser__ _______” (ex. vendedor, programador, marketeiro, etc.)

– Confie no seu instinto, mesmo que inexperiente;

– Nunca faça as coisas só porque a convenção diz que  “é assim que tem que ser feito”;

– Pensar e agir de uma forma diferente pode ser a sua vantagem competitiva;

– Nenhuma regra ou conselho vai fazer você ser bem ou mal sucedido por si só. Portanto, pegue o que soar mais natural para a pessoa que você é;

– “Less reading, less worrying, more doing.”




Gostou do blog? Acompanhe no meu Twitter as atualizações e outros artigos interessantes sobre empreendedorismo e Startups. Para assinar o blog, pegue o RSS aqui.


Get Adobe Flash player